“Ninguém será vencedor se não for um bom perdoador. A falta de perdão impede as pessoas de irem a outro nível.”

Apóstolo António Ferreira

 

Muitas vezes, não perdoamos porque achamos que temos a razão do nosso lado, mas esta pode levar-nos à derrota, porque a Bíblia chama-nos a andar pela fé e não pela razão. Razão é o que vemos. Fé não tem nada a ver com sentimentos, tal como perdoar. Então, perdoar é uma decisão do coração.

A falta de perdão encerra vários perigos para quem decide não tirar do seu coração o rancor e a sede de vingança. A falta de perdão impede-nos de dar fruto e produzir.

 

10 perigos de não perdoar

“Por isso, o Reino dos céus pode comparar-se a um certo rei que quis fazer contas com os seus servos;
e, começando a fazer contas, foi-lhe apresentado um que lhe devia dez mil talentos.
E, não tendo ele com que pagar, o seu senhor mandou que ele, e sua mulher, e seus filhos fossem vendidos, com tudo quanto tinha, para que a se lhe pagasse.
Então, aquele servo, prostrando-se, o reverenciava, dizendo: Senhor, sê generoso para comigo, e tudo te pagarei.
Então, o senhor daquele servo, movido de íntima compaixão, soltou-o e perdoou-lhe a dívida.
Saindo, porém, aquele servo, encontrou um dos seus conservos que lhe devia cem dinheiros e, lançando mão dele, sufocava-o, dizendo: Paga-me o que me deves.
Então, o seu companheiro, prostrando-se a seus pés, rogava-lhe, dizendo: Sê generoso para comigo, e tudo te pagarei.
Ele, porém, não quis; antes, foi encerrá-lo na prisão, até que pagasse a dívida.
Vendo, pois, os seus conservos o que acontecia, contristaram-se muito e foram declarar ao seu senhor tudo o que se passara.
Então, o seu senhor, chamando-o à sua presença, disse-lhe: Servo malvado, perdoei-te toda aquela dívida, porque me suplicaste.
Não devias tu, igualmente, ter compaixão do teu companheiro, como eu também tive misericórdia de ti?
E, indignado, o seu senhor o entregou aos atormentadores, até que pagasse tudo o que devia.
Assim vos fará também meu Pai celestial, se do coração não perdoardes, cada um a seu irmão, as suas ofensas.” 
Mateus 18:23-35

 

1. Quem não perdoa vai para a perdição eterna.

 

2. A pessoa que é rancorosa será entregue, por Deus, aos verdugos. 

A falta de perdão atrai demónios. Quando uma pessoa se recusa a perdoar é torturada pelos demónios. Estes recordam a ofensa e a dor sofrida, torturando assim a mente do ofendido com pensamentos que o poderão levar à depressão.

Todos, de alguma forma, já fomos ofendidos e já ofendemos. Contudo, temos mais facilidade em reconhecer que fomos ofendidos e que nos devem um pedido de perdão do que reconhecer o mal que fizemos. Este é o problema do Homem, por isso ficamos separados de Deus e das pessoas, porque a falta de perdão divide, diminui, rouba. Cristo acrescenta e une.

verdugos = atormentadores (na sua origem do grego). Os demónios podem atormentar as pessoas física e/ou psicologicamente. Uma pessoa que não perdoa facilmente imagina coisas más.

“Assim vos fará também meu Pai celestial, se do coração não perdoardes, cada um a seu irmão, as suas ofensas.” Mateus 18:35

Se não perdoarmos, Deus não pode impedir que os atormentadores nos atormentem.

3. Quem não perdoa torna-se uma fortaleza impenetrável

“O irmão ofendido é mais difícil de conquistar do que uma cidade forte; e as contendas são como ferrolhos de um palácio.” Provérbios 18:19

Uma pessoa ofendida ergue paredes de proteção, fecha o seu coração, não confia em ninguém e suspeita de tudo e de todos, mas por dentro está a morrer. Todavia, como filhos de Deus temos a autoridade para repreender todos os pensamentos e influências de acusação do inimigo. O diabo influência contra a outra pessoa, levando-nos a acusá-la. Quando não perdoamos o resultado será a perdição eterna, a derrota.

A pessoa que não perdoa usa expressões como: “todos os homens/todas as mulheres são iguais”, “não me quero envolver com ninguém, nem na igreja, nem servir a Deus, porque já sei que vou ser magoado”, “eu não me sujeito a ninguém”, “o matrimónio é uma mentira”, “eu não confio em ninguém, as pessoas traem-me sempre”… Desta forma, a pessoa está ferida, não deixa a ofensa e quer permanecer nela.

“Nós sabemos que passamos da morte para a vida, porque amamos os irmãos; quem não ama a seu irmão permanece na morte.” 1 João 3:14

O amor expressa-se no serviço, na oração, no cuidado, no respeito e na honra. Quando nos alegramos com as infelicidades dos outros, onde está o amor? É nesta altura que podemos mostrar disponibilidade para ajudar a pessoa, segundo a Palavra de Deus. “Quem não ama o seu irmão permanece na morte.”

 

4. Não tem a vida eterna

“Qualquer que aborrece a seu irmão é homicida. E vós sabeis que nenhum homicida tem permanente nele a vida eterna.” 1 João 3:15

Uma pessoa com falta de perdão não tem a vida eterna em si mesma, porque odeia a seu irmão e o ódio afasta-a de Deus. Quem não perdoa é como se tivesse sido picado por uma serpente venenosa.

“E, havendo Paulo ajuntado uma quantidade de vides e pondo-as no fogo, uma víbora, fugindo do calor, lhe acometeu a mão. E os bárbaros, vendo-lhe a víbora pendurada na mão, diziam uns aos outros: Certamente este homem é homicida, visto como, escapando do mar, a Justiça não o deixa viver.
Mas, sacudindo ele a víbora no fogo, não padeceu nenhum mal.
E eles esperavam que viesse a inchar ou a cair morto de repente; mas tendo esperado já muito e vendo que nenhum incômodo lhe sobrevinha, mudando de parecer, diziam que era um deus.”
Atos 28:3-6

Todos acusaram Paulo em vez de ajudar. Assim é a falta de perdão, a víbora vai disseminando o seu veneno até levar a pessoa à morte. Quando alguém está ofendido espera que alguma coisa má aconteça com a outra pessoa. Uma pessoa ofendida está envenenada e lança o seu veneno contra aqueles que odeia.

“Porque sete vezes cairá o justo e se levantará; mas os ímpios tropeçarão no mal.” Provérbios 24:16

Sacuda a víbora, não permita que ela lhe pique. Sacuda a rejeição, a dor, a ofensa, pois isto impede-o de avançar. Não deixe que ela esmague a chamada de Deus para si! Pelo contrário, alcance tudo o que Deus sonhou para a sua vida.

 

6. O inimigo toma vantagem na sua vida

Muitas pessoas não conseguem perdoar o seu passado e os seus erros, necessitam entender que Deus perdoa.

A falta de perdão é uma porta aberta ao inimigo que destrói a nossa vida, o nosso lar, as nossas finanças, a nossa saúde…

“porque não ignoramos os seus ardis.” 2 Coríntios 2:11

 

7. As orações de quem guarda rancor em seu coração não são respondidas

A falta de perdão corta a comunhão com Deus e a Sua Presença, a Sua unção e o Seu Poder não flui em nós. Se não perdoa, a sua comunicação com o Céu está cortada.

“E, quando estiverdes orando, perdoai, se tendes alguma coisa contra alguém, para que vosso Pai, que nos céus, vos perdoe as vossas ofensas.” Marcos 11:25

 

8. Deus não recebe as suas ofertas

Toda a oferta a Deus é um sacrifício vivo e Ele não pode receber um sacrifício que vem de um coração contaminado. O nosso serviço, também, é um sacrifício vivo e, assim, Ele não pode receber esse sacrifício se no nosso coração guardamos falta de perdão, porque representa fogo estranho. Muitos questionam o motivo de não prosperar, analise o seu coração e veja se existe falta de perdão.

“Portanto, se trouxeres a tua oferta ao altar e aí te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti,
deixa ali diante do altar a tua oferta, e vai reconciliar-te primeiro com teu irmão, e depois vem, e apresenta a tua oferta.”
Mateus 5:23-24

Quando temos falta de perdão no nosso coração, a nossa oferta não produz fruto. A solução é o arrependimento, a mudança de atitude.

 

9. Pela falta de perdão a sua fé é anulada

É impossivel crer em Deus quando estamos feridos. De uma só fonte não pode fluir fé e ressentimento ao mesmo tempo. Que água está a sair da sua fonte? Não importa o que se esforce para crer na Palavra de Deus ou confessá-la. Se existe falta de perdão não atuará em fé, porque ela é bloqueada.

 

10. O seu amor esfriará

A falta de perdão corta o fluir do amor de Deus em nós, porque não se pode amar e odiar ao mesmo tempo. Numa relação, se não se curam as feridas não fluirá o amor de Deus na plenitude.

 

Depois de verificarmos estes enormes perigos da falta de perdão não podemos desvalorizar isso na nossa vida. Deus perdou-nos uma grande dívida, não esperemos ser entregues aos verdugos para depois clamar por libertação. Seja sábio e perdoe a tempo.

Hoje é tempo de mudança, de ação! Perdoe!

Phone: +351 234 308 422
3800-587 Cacia - Aveiro
Rua da Paz, Nº 263, Lote 9