Faça o jejum com expetativa!

Muitos rompimentos e muitas respostas vêm à nossa vida quando determinamos entrar num período de jejum e oração, em todas as áreas: pessoal, finanças, negócios, saúde. E quando determinamos isso, precisamos de acrescentar outro elemento: a expetativa! A expetativa vem quando fazemos o que a Bíblia nos pede que façamos. Pode acreditar que, se fizer a sua parte, Deus atuará a seu favor, não como um “pagamento” por algo que possamos fazer, mas como um presente pela Sua infinita graça e poder.

É importante realçar que jejum não é privar-se de alimentos, mas expandir a sua capacidade de receber e desatar a presença e o poder do Espírito. Além disso, o jejum não é estarmos fisicamente famintos, mas estar espiritualmente famintos por Deus para podermos ser cheios da vida que verdadeiramente satisfaz. Por último, jejum não é perder no natural, mas ganhar no sobrenatural.

O jejum significa muito para Deus e tem um grande poder transformador nas nossas vidas. Podemos ver, na Palavra de Deus, muitos exemplos do poder do jejum na vida dos crentes. E, quando estes entenderem verdadeiramente todos os seus benefícios, farão, com certeza, muito mais!

A vontade de Deus para a Sua Igreja é, sem dúvida, que o Seu povo possa manifestar o Seu amor e o Seu poder no mundo. E a única forma de podermos fazer isto é voltar tanto à oração como ao jejum.

Deus quer restaurar a relação de intimidade que a Igreja deve ter com Ele e empoderá-la no Seu Espírito para que possa levar a cabo os Seus propósitos: difundir o Evangelho do reino por todo o mundo, trazendo salvação, cura, libertação e abundância. A Igreja necessita de viver pelo Espírito, sem ter de confiar somente nas suas próprias forças e técnicas. O jejum e a oração são duas ferramentas essenciais para termos acesso à presença de Deus e sermos empoderados pelo Espírito Santo, pois permite-nos focarmo-nos exclusivamente na nossa relação com Ele. E a verdade é que sem relação, não há poder!

A realidade espiritual é esta: Deus, antes de confiar-nos o Seu poder, quer que tenhamos uma relação com Ele! Para termos acesso ao Seu poder sobrenatural, precisamos entender que a plenitude da nossa vida cristã depende da unidade que mantenhamos com o Senhor. Todos os aspetos do Seu poder vêm através da nossa união com Ele. Do nosso interior não poderá fluir o poder de Deus se somos imaturos, desinformados, secos ou estancados na nossa relação com Deus.

Uma relação presente e contínua

Quando recebemos Jesus como Senhor e Salvador, comprometemo-nos a dar a nossa vida a Deus. Mas devemos ter em conta que isso é só o começo da nossa relação com o Pai. Quando temos uma relação com Deus na qual Lhe ministramos mas, ao mesmo tempo, recebemos Dele – uma relação presente e contínua – sempre teremos acesso a uma fonte de força e poder espirituais.

Como crentes, todos somos chamados a buscar uma relação mais profunda, forte, progressiva, contínua e intensa com o nosso Pai celestial; é importante que tenhamos fome e sede Dele, que nos alinhemos estreitamente à Sua vontade e recebamos revelação e conhecimento fresco Dele, conforme a Sua Palavra. À medida que estamos mais próximos Dele, mais frutíferos e produtivos seremos para o Seu Reino. Devido à nossa relação com Ele, Deus derramará sobre nós o Seu poder, e quando O honramos e adoramos, pomo-Lo em primeiro lugar nas nossas vidas por meio da oração, do jejum e da obediência, Ele desata esse poder de nós para os outros. Por isso, é importante sabermos que temos o poder de Deus, pelo facto de o Espírito Santo viver em nós, mas também temos a tarefa de aprender a apropriar-nos desse poder de maneira que possa fluir do nosso interior para fazer a vontade do Pai, e suprir as muitas necessidades que há no mundo.

A oração e o jejum, em si mesmos, não desatam poder; mas a nossa fé sim, consegue desatar tal fluir de poder, o qual vem como produto de orar e jejuar na presença de Deus. Dito de outra forma, quando oramos, jejuamos, buscamos a face de Deus é derramado poder sobre as nossas vidas. E a fé vai desatar esse poder para cumprir os propósitos de Deus.

Aqui retornamos à ideia principal: o poder que reside em nós – fruto de sermos filhos de Deus e habitar em nós o Espírito Santo – ativa-se por relação. E uma relação contínua com o Pai celestial leva-nos a ter o Seu poder de forma contínua.

Faça este jejum com expetativa. Reafirme a sua confiança em Deus e a sua relação com Ele. Permita que o poder de Deus seja derramado sobre si e flua, de si para os outros, através da fé. Creia em sinais, prodígios, milagres e maravilhas! Todos temos diferentes tipos de dificuldades. E em qualquer que seja a situação em que nos encontramos, necessitamos de ter uma relação com Deus a fim de sermos mais que vencedores.

Phone: +351 234 308 422
3800-587 Cacia - Aveiro
Rua da Paz, Nº 263, Lote 9